Depressão: como sair dessa?

por | jan 9, 2020 | Saúde | 0 Comentários


crédito: Thinkstock

A depressão é considerada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como o mal do século, além disso, estima-se que atinge mais de 300 milhões de pessoas nas diferentes faixas etárias. No brasil a estimativa é que 5,8% da população sofra dessa doença.

O que é depressão?

A depressão é uma condição psiquiátrica que gera uma tristeza profunda, diminuindo, no indivíduo, o interesse, o prazer e o ânimo, além de poder gerar oscilações de humor, angústia e prostração, muitas vezes sem motivos evidentes.
Essa condição é geralmente confundida com ansiedade e pode levar a pessoa a ter pensamentos suicidas e até mesmo a cometer o suicídio.
Por mais que seus sintomas possam até ser visíveis, muitas vezes a pessoa que sofre com essa patologia consegue escondê-los, tornando o problema uma doença silenciosa e preocupante, por isso que é fundamental seu diagnóstico e acompanhamento médico.
Além disso tudo a depressão, é um grande desafio porque não promove apenas a sensação de tristeza e infelicidade crônica, mas pode estimular alterações fisiológicas, como por exemplo, baixar a imunidade do indivíduo e aumentar processos inflamatórios.
Inclusive a depressão já figura como um dos fatores de risco para condições como doenças cardiovasculares.

Quais os sintomas da depressão?

É possível observar a presença da patologia através de alguns sintomas, porém é sempre recomendado a procura de um especialista para obter um diagnóstico e tratamento correto.
Além do mais, geralmente uma pessoa com depressão não apresenta apenas um dos sintomas abaixo, mas pode apresentar vários deles.
Portanto, fique atento aos sintomas e não tenha medo e nem vergonha de dizer o que está sentido ou de perguntar se alguém que você acha que esteja com o problema precisa de sua ajuda.
Os sintomas da depressão podem ser tanto emocionais quanto físicos:

Sintomas Emocionais
• Alto grau de pessimismo;
• Angústia;
• Ansiedade;
• Apatia;
• Dificuldade de concentração;
• Esquecimento;
• Falta de motivação;
• Falta de vontade de fazer atividades antes prazerosas;
• Indecisão;
• Insegurança;
• Insônia;
• Irritabilidade;
• Medos que antes não existiam;
• Perda ou aumento de apetite;
• Raciocínio mais lento;
• Sensação de vazio;
• Vontade de morrer.
Sintomas Físicos
• Azia;
• Constipação;
• Dores de barriga;
• Dores de cabeça;
• Dores no corpo;
• Flatulência;
• Má digestão;
• Pressão no peito;
• Queda da imunidade;
• Tensão na nuca e nos ombros.

O que causa a depressão?

Muitas vezes a depressão é a consequência de vários fatores psicológicos e sociais, e não a sua causa, como muitos pode acreditar.
Entretanto, algumas situações podem incitar a depressão em pessoas que já tenham predisposição de tê-la.
Por conta disso é possível elencar três principais causas da depressão:
• Genética: estima-se que fatores genéticos possam representar 40% das possibilidades de alguém desenvolver depressão.
• Bioquímica Cerebral: a deficiências de uma substância cerebral chamada neurotransmissor também podem fazer com que o indivíduo desenvolva a doença.
• Eventos vitais: eventos de grande stress e momentos de profunda tristeza podem desencadear situações depressivas naquelas pessoas que tem predisposição genética a desenvolver a patologia.
Apesar de existirem “n” situações que podem causar a depressão ainda assim é possível definir alguns fatores de risco, ou seja, situações ou gatilhos que podem fazer com que a depressão apareça.

Fatores de risco

Alguns fatores de risco mais comuns para o surgimento da depressão são os seguintes:
• Ansiedade crônica;
• Conflitos conjugais;
• Dependência de álcool e drogas ilícitas;
• Disfunções hormonais;
• Doenças cardiovasculares, endocrinológicas, neurológicas, neoplasias entre outras;
• Estresse crônico;
• Histórico familiar;
• Mudança brusca de condições financeiras e desemprego.
• Transtornos psiquiátricos correlatos;
• Traumas psicológicos.

Suicídio e depressão

Infelizmente a depressão é uma doença tão séria que pode levar o suicídio, porém, vale frisar, nem todas as pessoas que tem depressão apresentam predisposição cometer suicídio.
Muitas pessoas com depressão e que tem risco de cometer suicídio apresentam uma série de sinais através de seu comportamento, porém nem sempre eles são percebidos ou levados a sério.
A depressão é uma doença bastante complexa e qualquer situação, fator ou variação de humor, pensamento ou condição de saúde podem agravar a situação a tal ponto que a pessoa pode ter vontade de tirar a própria vida.
Portanto, nunca deixe de levar a sério quando alguém fala que quer morrer, principalmente se essa pessoa apresentar sintomas de depressão ou algum fator de risco.

Prevenção e tratamento

Apesar de ser uma doença multifacetada, a depressão pode ser prevenida e mesmo quem já tenha a patologia pode passar por um tratamento com profissionais especializado, pois nunca se deve tomar remédios ou deixar que “se cure” sozinho.
Algumas das medidas que podem ajudar a prevenir a depressão são:
• Exercícios físicos
• Técnicas de relaxamento
• Boa qualidade de sono
• Ter momentos de lazer
• Manter uma alimentação saudável
• Estar sempre hidratado
• Cuidar de sua saúde física e mental
Lembre-se, pedir ajuda quando você acredita estar passando pela depressão, ou acredite que alguém próximo esteja passando pelo problema, não é vergonhoso, afinal o mais importante não é o que os outros pensam, mas a forma como você se sente. Cuidar-se bem deve ser sempre sua prioridade.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *