Celulite: você sabe como evitar?

por | jan 29, 2020 | Alimentação, Exercícios, Saúde | 0 Comentários

Celulite

A celulite é um problema que atinge diversas pessoas atualmente e quem sofre com esse mal se sente bastante incomodado com as marcas deixadas por esse tipo de problema.

O nome técnico e correto para celulite é Lipodistrofia Ginóide, pois o termo também é referido para infecções bacterianas do subcutâneo, porém fora do setor da medicina o termo celulite já está consagrado.

A celulite é um tipo de alteração que ocorre pelo acúmulo de gordura, toxinas encontradas nas células e água, esse acúmulo faz com que as células se encham e fiquem endurecidas.

Desta maneira, o local fica desnivelado, com retrações e ondulações, e nódulos, que manifestam externamente por meio de furos indesejáveis.

A celulite é causada pela alteração no tecido gorduroso sob a pele, mais o conjunto de alterações na microcirculação e devido ao aumento do tecido fibroso.

Entretanto, a celulite não é uma condição médica perigosa, porém causa grande desconforto nas mulheres devido a aparência que é causada na pele do corpo feminino.

Quais são as causas da celulite?

São diversos fatores que fazem com que uma pessoa desenvolva a celulite.

Uma desses motivos é o excesso de peso, geralmente como motivo determinante.

Porém, diversas mulheres que possuem o peso adequado, ou abaixo do normal, podem ter o equilíbrio da massa muscular e a quantidade de gordura do corpo alterada.

Desta maneira, é possível que uma mulher magra possa ter a proporção maior de gordura e menor de musculatura, sendo assim, o peso final pode se manter baixo ou normal.

Esse excesso de gordura, mais a ação de hormônios femininos e alterações na microcirculação podem acabar ajudando na formação de celulites.

Há também os fatores externos como o estresse, a falta de exercícios físicos, a má alimentação, a poluição e o cigarro.

Celulite e os fatores de risco

Possuir celulite não é sinônimo de que a pessoa está acima do peso, pois pessoas magras podem sofrer com esse problema. Então,  se você está cima do peso ideal, a perda de peso é algo que pode ajudar a combater a celulite.

Outros motivos que podem causar a quantidade de celulite que uma pessoa pode ter:

  • Dieta rica em gordura;
  • Sedentarismo;
  • Desidratação;
  • Espessura e cor da pele, já que a celulite é menos comum de ser visível em pessoas de pele negra;
  • Má alimentação;
  • Metabolismo lento;
  • Alteração de hormônios;
  • Gordura corporal total.

Qual é o tratamento adequado para a celulite?

Os profissionais que poderão indicar o tratamento correto para tratar a celulite é o cirurgião plástico ou o dermatologista.

Os tratamentos indicados podem ser:

Creme anticelulite

Não há uma solução que seja definitiva para o fim da celulite.

Os tratamentos podem depender de que a pessoa possua uma alimentação equilibrada, de práticas de exercícios físicos, da predisposição genética e de outros fatores.

A utilização de cremes anticelulites deve ser associada a outros tipos de tratamentos e aos hábitos saudáveis para que os efeitos surtem efeitos, entretanto o creme é bastante questionado sobre seus efeitos.

Drenagem linfática

Esse tipo de tratamento é indicado para todos os graus de celulite, porém os melhores resultados são para os casos iniciais de celulite.

A drenagem linfática é um tipo de massagem com o objetivo de melhorar a circulação do local e de eliminar os líquidos acumulados nos tecidos.

Massagem modeladora

A drenagem linfática é um estimulante de eliminação do líquido que ficou acumulado no corpo, já a massagem modeladora possui o objetivo de atuar tanto no sistema linfático quando nas placas de gordura.

Combata a celulites já!

Como destacado, há alguns tratamentos para celulite que podem ajudar bastante as pessoas que sofrem com esse tipo de problema e lembre-se também do que fazer para evitar a celulite.

Gostou de artigo? Deixe nos comentários outras formas de tratar a celulite e compartilhe esse texto em suas redes sociais!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *