Sedentarismo: como evitar?

por | jan 29, 2020 | Alimentação, Exercícios | 0 Comentários

O sedentarismo é um problema que está em constante crescimento atualmente no Brasil e deve ser uma questão que necessita receber bastante atenção da saúde pública do país e principalmente das pessoas que sofrem de sedentarismo.
O sedentarismo nada mais é que a ausência ou falta de exercícios físicos que resultam na redução de gasto calórico.
A pessoa é considerada sedentária quando não elimina o mínimo de 2.200 calorias por semana ao fazer atividades física e o ideal é que o indivíduo gaste cerca de 300 calorias todos os dias.
Devido ao alto incidente desse problema na população, trata-se de um problema da saúde pública, pois acredita-se que cerca de 46% dos brasileiros sejam sedentários.
É estimado que o sedentarismo esteja relacionado com quase 14% dos óbitos no Brasil.
Sedentarismo: as principais consequências de um problema sério
O sedentarismo pode não parecer um problema sério, porém as suas consequências são terríveis para os pacientes, portanto, merece receber toda atenção.

1 – Obesidade

A consequência principal do sedentarismo é a obesidade, já que o aumento de peso é o primeiro fator a se apresentar em alguns casos de sedentarismo.
O problema do sobrepeso é que outras doenças são causadas devido a esse problema, como o aumento do nível de colesterol, doenças cardiovasculares, diabetes e a hipertensão.

2 – Problemas articulatórios e atrofia muscular

Quem não prática nenhum tipo de exercício físico, normalmente fica durante várias horas na mesma posição e após certo tempo, os músculos podem começar a se atrofiar e as articulações são prejudicadas.
Quando essa consequência se torna um problema na vida de uma pessoa, é comum que haja dificuldade em completar alguns movimentos, como erguer os braços ou dobras as pernas.

3 – Distúrbios do sono

O sono também sofre prejuízos quando a pessoa é sedentária, pois o organismo compreende que algo não está correto, sendo assim, o sono não ocorre na maneira como deveria.
Se a pessoa for obesa, esse tipo de problema pode ser ainda pior.
O sono é prejudicado com insônia e a apneia, que é quando a respiração para de forma abrupta durante o sono.

4 – Problemas cardiovasculares

Como já dito, o sedentarismo causa a obesidade e quando esses problemas são associados, o coração pode ser a parte do corpo que sofra intensamente.
Alguns problemas de cardiovasculares podem causar o infarto, a trombose, o AVC, que pode resultar em derrame e até mesmo a hipertensão.


Afinal, quais são as causas desse problema?

Há vários motivos que podem causar o sedentarismo, entretanto o principal fator que torna a pessoa sedentária é a falta de uma alimentação que seja saudável e a ausência de atividade física.
Algumas ações que pode favorecer o sedentarismo são:
• Rotinas com faltas de atividades que movimentam o corpo e deixa a pessoa na mesma posição por muito tempo;
• Muito tempo em frente de um computador, celular e televisão;
• Uso de automóveis para fazer trajetos pequenos;
• Falta da realização de atividades domésticas;
• Utilizar escadas rolantes;
• Consumo exacerbado de alimentos artificiais.


O que pode ser feito para combater o sedentarismo?

A pessoa que deseja evitar ou deixar de ser sedentária deve fazer algumas coisas importantes.
É um processo que pode ser difícil de se tornar um hábito, porém proporciona diversos benefícios para na vida de quem sofre de sedentarismo.
Algumas atividades que podem ser feitas são:
• Praticar no mínimo 30 minutos de exercícios físicos todos os dias;
• Praticar ginástica laboral, em caso de pessoas que trabalham em escritórios;
• Adotar um regime com alimentos saudáveis;
• Substituir o elevador pelas escadas;
• Realizar trajetos pequenos andando;
• Fazer todas as atividades domésticas.

Gostou desse texto? Compartilhe-o em suas redes sociais e ajude todos os seus amigos e familiares a ficarem bem informados sobre o sedentarismo.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *