CARBO ANTES DO TREINO: MITO OU VERDADE

por | ago 31, 2020 | Uncategorized | 0 Comentários

O carboidrato tem algumas funções importantes dentro do corpo humano: fonte de energia pro corpo e para o cérebro, meio pelo qual a gordura é utilizada como combustível. Ou seja, se não houver carboidrato no corpo não ocorre a perda de gordura! Fica a dica.
Uma prática ainda encontrada em academias seria a tal da mistura de muitas coqueteleiras de maltodextrina (carbo) e wheyprotein (proteína) no pós treino. Já que acredita-se que apenas com o carboidrato a proteína seria aproveitada pelo músculo. Mas isso é papo pra outro artigo.
Seguindo essa linha por muitos anos acreditou-se (sim, disse no passado) que a ingestão de carboidratos antes do treino seria primordial para ter uma melhor performance.
Mas será que isso é verdade? A ingestão de carboidratos realmente melhora a performance num treino pesado? Será que a necessidade é a mesma de quem treina musculação com que treina corrida de longas distâncias?

Como foi o estudo 

Para testar isso, temos o estudo de Wilburn et al. (2020) que colocou homens treinados pra fazer 4 séries máximas de leg press com 70% de carga de 1 repetição máxima. Ou seja, pegaram 70% da carga que eles conseguiram fazer apenas 1 repetição e fez com que eles fizessem o exercício até não aguentar mais. O desempenho foi avaliado com a ingestão de carboidratos (2g de carboidratos de maltodextrina por quilo de massa) ou placebo 30 minutos antes do treino. Também analisaram amostras de sangue e biopsias (retiraram um pequeno pedaço do músculo).

Resultados

Os resultados apontaram que a ingestão de carboidratos não afetou o desempenho e nem a fadiga acumulada. A explicação vem pelo fato de o conteúdo de glicogênio (forma de carboidrato dentro do músculo) não ter sido diferente entre as duas situações. Ou seja, a concentração começava igual, baixava igual depois de 30 minutos e continuava baixo até 1 hora depois do treino. Tomando ou não carboidrato.

Em relação aos hormônios, a ingestão de carboidratos aumentou a insulina e diminuiu a noradrenalina (hormônio que é um dos responsáveis pelo humor, sono e ansiedade junto com a adrenalina, serotonina e dopamina). Resumo da ópera: não ajudou e ainda pode atrapalhar o metabolismo.

Esse estudo teve a ajuda de Darryn Willougby (fisiculturista e pesquisador) então aquele papo do “ah, mas na prática não é bem assim” não rola.

Resumo da ópera

Em resposta ao título acima tudo indica que é um MITO. Mas, atividades de média e longa duração como corridas acima de 21k, triathlon, ciclismo ou maratonas aquáticas por exemplo a ingesta de carboidrato durante a prova ou treino ajuda bastante.

Tenha uma alimentação condizente com seu objetivo de treino. Procure um nutricionista pra ajustar os detalhes. Você vai ver que é muito melhor que pegar dietas prontas na internet.

Tem dúvidas ou crítica? Escreva para a gente .

Referências:

Wilburn DT, Machek SB, Cardaci TD, Hwang PS, Wi lloughby DS. Acute Maltodextrin Supplementation During Resistance Exercise. J Sports Sci Med. 2020 May 1;19(2):282-288. PMID: 32390721; PMCID: PMC7196753.

 

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *